O odontograma está presente no dia a dia de uma clínica odontológica, e embora seja uma ferramenta extremamente importante, garantindo que nada será esquecido entre as consultas, é também um recurso trabalhoso.

Bastante conhecido e amplamente utilizado, o odontograma é essencial para orientar o profissional e oferecer mais qualidade de atendimento aos pacientes. Todos os tratamentos odontológicos aos quais um indivíduo é submetido ao longo de sua vida são registrados, o que oferece mais segurança e tranquilidade à pessoa tratada e melhores condições de trabalho aos dentistas.

Se você ainda não conhece a ferramenta ou possui alguma dúvida sobre o assunto, sugerimos que acompanhe este post até o final. Falaremos aqui sobre o que é o odontograma, quais são os seus principais tipos, como produzi-lo, além de dicas práticas sobre como torná-lo realmente eficiente e qual programa utilizar. Acompanhe.

O que é um odontograma?

O odontograma é um diagrama gráfico onde há demarcação de todos os dentes da arcada dentária superior e inferior. Talvez você o conheça por outros nomes: carta dentária, diagrama dental, dentograma ou periodontograma.

Cada dente é nomeado com um número, podendo ainda existir algumas variações, como pares numéricos e letras maiúsculas. Além disso, são indicadas as dentições primárias e infantis, informação relevante para aqueles que trabalham com odontopediatria.

Esta ferramenta é fundamental para o controle dos tratamentos odontológicos de maneira geral. Enquanto os raios-X e as radiografias panorâmicas orientam quanto a dados mais complexos, o odontograma é a documentação odontológica inicial, um sistema de descrição da situação em que se encontra cada elemento dentário. É a partir do odontograma que será elaborado o plano de tratamento indicado ao paciente.

Tipos de Odontograma

Podemos classificar o odontograma de duas formas, a primeira classificação leva em consideração a maneira como os dentes são representados, e a segunda a forma como é produzido o documento. Veja.

Quanto à representação

Odontograma Anatômico

O odontograma anatômico é aquele onde os elementos são representados de forma natural, ou seja, de maneira fidedigna aos encontrados na boca do paciente. Neste caso, os profissionais desenham ou digitalizam a estrutura de cada dente exatamente como os observam na cavidade oral.

Odontograma Geométrico

O odontograma geométrico é aquele onde todas as faces dos dentes são apresentadas por meio de formas geométricas, geralmente quadrados ou círculos. Todos os 32 dentes são representados por meio da ferramenta, assim como os 20 dentes da fase de leite.

Quanto à execução

Odontograma de papel

Você se surpreenderia ao saber quantos consultórios ainda utilizam o odontograma de papel. O meio mais tradicional, embora já ultrapassado, permanece bastante popular. O registro a mão pode sim ser efetivo, contudo, devido à importância das informações contidas no documento, já não é mais a melhor opção.

Ao optar por usar o papel corre-se o risco de perder as informações, tanto por descuidos com organização, como por assaltos, goteiras ou enchentes.

Odontograma online ou digital

Graças a tecnologia, ficou mais fácil do que nunca garantir a efetividade do odontograma. Existem diversos software de gestão de clínicas e outras ferramentas que oferecem o odontograma digital.

A grande vantagem da documentação online é a sua segurança. O armazenamento na nuvem oferece alto proteção, já que consiste em um diretório protegido e criptografado na internet. Dessa forma, problemas físicos e estruturais são prevenidos, e mesmo se algo acontecer com o computador da clínica, é possível acessar as informações de qualquer lugar ou aparelho, basta ter em mãos a senha e o login para acesso.

O profissional acaba ainda economizando espaço extra, antes necessário para depósito de documentações e fichas de pacientes. Bem como o tempo gasto anteriormente na busca pelas informações, já que a pesquisa através de bancos de dados é muito mais prática.

Além disso, muitos softwares oferecem integração com outras tecnologias, como com o prontuário eletrônico e com o cadastro do paciente, certamente também uma grande vantagem para os profissionais.

software-odontograma-online

Odontograma online e benefícios aos pacientes

Embora tenhamos dado enfoque aos benefícios do odontograma online aos odontologistas, os pacientes também desfrutam de vantagens. Em geral, a ferramenta melhora a experiência dos usuários.

Graças a esta tecnologia, os próprios pacientes podem observar de forma clara a sua condição oral, ficando cientes da importância e da urgência dos tratamentos prescritos.

O dentista pode explicar cada passo do procedimento, o que traz mais segurança e tranquilidade ao indivíduo, já que conhece os benefícios e os riscos de cada intervenção.

Dessa forma, a decisão pelo tratamento passa a ser mais consciente, e o prognóstico sem surpresas.

Com tudo isso, o tratamento proposto é melhor aceito, já que o paciente conhece suas necessidades e ainda sabe em detalhes como irá se dar o procedimento, o resultado é uma melhor resposta e uma terapia mais efetiva.

Para que serve o odontograma?

Vamos agora pensar no odontograma de uma maneira prática, falaremos sobre por que usar a ferramenta e para que ela serve.

O odontograma pode ser utilizado de diversas formas, sem dúvidas, a mais comum é para registrar a condição geral da boca do paciente. Também é comumente aplicado a tratamentos feitos em parceria, sendo neste cenário, essencial para a troca de informações entre a equipe responsável. Assim, odontologistas de uma mesma equipe conseguem ter clareza em relação a quais peças serão trabalhadas por cada um.

Este documento também serve como um histórico clínico do indivíduo, acompanhando sua saúde odontológica durante toda a vida, descrevendo assim todos os tratamentos já realizados, o que é bastante útil para auxílio de novas intervenções.

Podemos citar ainda mais outras aplicações bastante comuns. O auxílio durante perícias de identificação de corpos por meio dos registros é uma delas. Os dentes são materiais orgânicos resistentes à carbonização e a decomposição, e por isso, contribuem para solução de casos policiais servindo como meio para comparação da arcada apresentada com os registros anteriores.

De uma outra perspectiva, mas ainda no âmbito jurídico, é muito utilizado como proteção jurídica em casos onde o paciente entra com uma ação contra o dentista.

Em qual momento da consulta é desenvolvido?

O odontograma faz parte do exame clínico, que se divide em extraoral e intraoral. Após analisar sinais e sintomas em todo o campo bucomaxilofacial, o especialista passa para um estudo aprofundado da saúde bucal.

O exame intraoral visa analisar as estruturas dentais e para-dentais, e são essas as informações que vão para o odontograma, como vimos anteriormente.

Alguns autores defendem que esta descrição dente por dente é a melhor forma de registrar a condição de saúde do paciente, e também a que melhor se adapta às necessidades éticas e legais.

“Em conjunto com as anotações completas, apuradas e por extenso, da evolução do tratamento e das intervenções clínicocirúrgicas realizadas, cumprem as normas exigidas clinicamente, administrativamente e legalmente, deixando o odontograma destinado à visualização dos tratamentos que devem ser realizados”, como explicam pesquisadores da Universidade Estadual de Feira de Santana (UEFS).

Como preencher um odontograma

Chegou o momento de colocar a mão na massa. Preparamos um passo a passo para você que ainda tem tido dificuldades para desenvolver um odontograma.

Primeiramente, saiba que não há apenas uma técnica para construção deste documento. Contudo, de qualquer forma, é preciso trabalhar alguns padrões, senão outras pessoas não serão capazes de interpretar o documento, inviabilizando diversas de suas aplicações.

Sendo assim, ao preparar um odontograma, tenha em mente uma coisa: será difícil para outro profissional compreender as informações que estão contidas no documento?

Preparamos algumas dicas para te ajudar a começar a utilizar este recurso:

  • Utilize a cor verde para demarcar a área que não necessita de nenhum tratamento
  • Use a cor vermelha para demarcar a área que necessita de tratamento
  • Pinte com a cor azul a área onde o tratamento já foi realizado (sobre o vermelho)
  • Utilize a cor preto para demarcar dentes ausentes ou extraídos
  • Caso haja dentes inclusos, sugerimos que faça a demarcação circundando o elemento com a cor preta
  • Para sinalizar a necessidade de um tratamento endodôntico faça um traço vermelho na região do conduto radicular
  • Se houver dente decíduo presente no arco dentário, circule-o utilizando a cor azul
  • Quando houver doença periodontal, faça um traço horizontal em vermelho na região do colo dentário
  • Para demarcar dentes com prótese fixa, preencha totalmente os elementos com a cor azul e use as observações para descrever o tipo de prótese utilizada
  • Faça dois riscos verticais em azul para sinalizar diastema
  • Um ziguezague em vermelho geralmente é utilizado para demonstrar excesso de restauração
  • Para demarcar desgaste dental sem necessidade de restauração são utilizados riscos diagonais em verde
  • Para demarcar desgaste dental com necessidade de restauração são utilizados riscos diagonais em vermelho
  • Um semi-círculo verde posicionado para cima com traçado contínuo aponta para lesões de cárie inativa com cavidade
  • Um semi-círculo verde posicionado para cima com traçado pontilhado aponta para lesões de cárie inativa sem cavidade
  • Dentes com restaurações satisfatórias, ou seja, que não necessitam de intervenção, são sinalizados por meio de um círculo pintado de verde
  • Dentes com restaurações insatisfatórias, ou seja, que necessitam de intervenção, são sinalizados por meio de um círculo pintado de vermelho
  • Círculos vermelhos com o interior branco (sem pintar o interior) apontam para provisórias
  • Para sinalizar extrusão dental são utilizadas duas setas azuis, uma para cima e outra para baixo
  • A inclinação dental é marcada por setas em formato de U, assim como no caso da extrusão, uma para cima e outra para baixo, ambas na cor azul

Não se assuste com a quantidade de informações, é bem mais simples na prática, e contando com um bom software você não terá nenhuma dificuldade.

Dicas para um bom preenchimento do Odontograma

Agora que você já tem uma ideia de como criar um odontograma, temos mais algumas dicas que irão facilitar a compreensão dos dentistas de modo em geral. Vamos lá?

  • Sempre que possível, faça dois odontogramas, o primeiro na avaliação do paciente, durante a primeira visita ao consultório, e o segundo após o tratamento realizado, registrando todas as modificações e dessa forma, os resultados do procedimento
  • Procure escrever de forma clara e objetiva, deixe as informações legíveis para que sejam bem compreendidas por outros profissionais e evite um possível mal entendidos
  • Não deixe de incluir detalhes importantes, como tipo de intervenção, materiais utilizados, faces restauradas, dentre outras informações relevantes a histórica clínica do indivíduo
  • Utilize o campo de observação para anotar informações gerais como: dentes em posicionamento atípico, presença de aparelho ortodôntico, lesões em tecido mole, presença de próteses fixas ou removíveis, implantes ou pinos para implantes, tratamentos incomuns e outros
  • Não deixe de acrescentar aos documentos os fatores de risco
  • Sempre atualize as informações após cada uma das intervenções, anotando e descrevendo em detalhes os tratamentos realizados e a data de execução de cada procedimento

odontograma-importancia

Como a tecnologia pode ajudar a clínica

Já falamos um pouco sobre os benefícios de optar pelo odontograma online, mas há ainda muito o que apresentarmos em relação a este assunto. A tecnologia chegou para trazer desenvolvimento e facilidade para todas as áreas, inclusive para a área da saúde de maneira geral.

A clínica que não se apropria das novidades, está impedindo que seus pacientes tenham acesso a tratamentos menos invasivos, mais seguros e mais efetivos. Certamente conforto e segurança são coisas das quais ninguém deseja ser poupado.

Por esse e outros motivos, é essencial que os odontologistas acompanhem os avanços tecnológicos, dedicando-se a compreender e a aprender a utilizar as novidades em prol de seus pacientes. Além disso, as novas ferramentas facilitam o dia a dia da clínica e tornam o trabalho do dentista mais efetivo.

Embora a adaptação possa ser desafiadora, é um processo que vale a pena para todos.

Para que uma clínica seja moderna e eficiente, e assim se destaque da concorrência, deve dedicar-se a se manter sempre atualizada, tanto em sua parte administrativa como agenda, cadastro e financeiro, quanto funcional, oferecendo ao público tratamentos de última geração. O odontograma online é parte disso tudo, e entra em cena para beneficiar tanto os profissionais, como os pacientes, como vimos anteriormente.

Como escolher o melhor odontograma para minha clínica?

A tecnologia pode ser um grande diferencial para o seu consultório, desde que você escolha a ferramenta adequada. Se você optou pelo odontograma digital, precisará de um bom sistema.

Existem diversas boas opções no mercado, contudo, nem todas elas servirão para o que você precisa. Preparamos algumas dicas do que você precisa considerar no momento da escolha:

  • Procure conhecer melhor as funcionalidades oferecidas pelo sistema
  • Veja quais são as suas facilidades de uso
  • Avalie como é feito o preenchimento do odontograma e se ele está de acordo com os padrões usados atualmente
  • Analise se é possível realizar modificações nas informações, em especial em casos de erros ou falhas
  • Procure saber onde ficam salvas as informações, recomendamos que dê preferências por sistemas que usam armazenamento em nuvem, pois são mais seguros para profissionais e pacientes
  • Avalie como é o acesso, e se existem maneiras de proteger as informações, como criptografia e barreiras de login e senha
  • Veja se existem outros benefícios disponibilizados além do odontograma, como prontuário eletrônico, ficha cadastral, e quais deles são mais atrativos para o consultório
  • Considere a parte estética do odontograma, principalmente caso use essa documentação para explicar intervenções e dados aos pacientes, os odontogramas em 3D são os mais utilizados hoje em dia para este fim
  • Escolha versões que possam ser acessadas via mobile, como por meio de tablets e smartphones, certamente isso facilitará a vida de todos
  • Avalie se existe espaço disponível para incluir informações mais detalhadas, quanto mais informações, melhor
  • Saiba se o odontograma em questão possui opções para crianças e adolescentes
  • Procure por feedbacks de outras clínicas que estejam utilizando o mesmo recurso e vejam o que dizem sobre os pontos fracos e fortes do sistema em questão

Benefícios do software de gestão odontológica

Acima compartilhamos algumas dicas para você que deseja começar a fazer seus odontogramas online. Para isso, você precisará de um sistema de gestão. Além da função já discutida, tais softwares oferecem inúmeras outras vantagens, veja a seguir.

Auxílio na administração e no controle financeiro

Hoje é possível encontrar no mercado diversos sistemas criados exclusivamente para clínicas odontológicas. Dentre outros recursos, eles são a solução perfeita para a gestão do seu negócio.

Ter que lidar com as questões administrativas e financeiras, além de se preocupar com a qualidade dos serviços prestados e com os cuidados com cada paciente, é realmente desafiador. Graças a esses sistemas, você pode direcionar mais a sua energia ao que realmente importa, o atendimento ao público.

Dependendo da plataforma escolhida, estarão à disposição funcionalidades para auxiliar na administração e no controle financeiro, como agendas, cadastros, contas, orçamentos, prontuário eletrônico e relatórios com demonstrativos de resultados. Toda a rotina do consultório ficará mais fácil, os pagamentos em dia e será possível implantar as ações necessárias para a melhoria da clínica.

Centralização das informações

Quanto tempo você conseguiria economizar se tivesse na palma de suas mãos todas as informações sobre seus pacientes? Todos os dados e processos de gestão podem ser centralizados, o que te permite ter acesso à agenda, controle financeiro, e às pastas dos pacientes, onde estarão prontuários e até mesmo o próprio odontograma.

Optando por um sistema voltado para serviços em saúde, ficará mais fácil padronizar e automatizar processos, facilitando a rotina do consultório e tornando a gestão mais efetiva e organizada.

Análise de desempenho

A sua clínica tem atingido as expectativas? Qual era a sua meta para o último ano? Quais são seus pontos fortes e fracos? Ficará mais fácil responder todas essas perguntas contando com um software de gestão odontológica.

Grande parte dessas ferramentas fornecem demonstrativos de desempenhos e relatórios da gestão, além de uma avaliação completa da parte comercial do consultório.

Com todas essas informações em mãos, ficará mais fácil realizar melhorias e correções, o que te ajudará não só a se manter no mercado, como também a se destacar em meio a concorrência.

Segurança das informações

As informações do sistema ficam todas armazenadas na nuvem, ou seja, podem ser acessadas em qualquer hora ou lugar, desde que você tenha em mãos os dados para acesso.

Todo o conteúdo é arquivado com total segurança, protegido com criptografia, o que impede que sejam acessados por terceiros ou hackers

Além disso, geralmente esses programas trabalham com backups automáticos, ou seja, criando cópias de segurança de todos os dados inseridos na própria ferramenta, evitando o risco de perdas e danos.

Otimização do tempo

Os softwares também ajudam na redução das tarefas, já que otimizam a gestão administrativa e financeira, assim tanto os funcionários como os próprios dentistas podem se dedicar mais aos pacientes, ou mesmo ter mais tempo para descansar e desfrutar de suas famílias.

Esta economia de tempo aparece especialmente quando falamos sobre o odontograma, que seria um processo muito mais demorado se realizado a mão.

Conclusão

Agora você já sabe o que é o odontograma, e quão fundamental é este registro para o cirurgião e seu paciente. Contudo, sabia que 50% dos profissionais não preenchem o odontograma, deixando de registrar o estado pré-clínico e também não fazem o arquivamento de cópias de receitas, atestados e orientações?

Se você fazia parte desta estatística, esperamos ter esclarecido a importância do odontograma através de suas mais diversas aplicações. Esta é uma ferramenta extremamente importante na prática clínica de qualquer dentista.

Vimos também que não basta preencher o odontograma, é preciso fornecer informações relevantes e compreensíveis por outros profissionais de saúde.

Para que você que está começando agora ou mesmo para quem já tem anos de carreira, nossa sugestão é recorrer ao odontograma digital, uma das muitas funcionalidades oferecidas pelo nosso softwares de gestão, a solução simples e intuitiva que vai e tornar sua clínica mais produtiva e organizada.

Write A Comment