Mais do que se manter atualizado sobre a prática da medicina, um bom médico também precisa ser um gestor afiado com os problemas encontrados em seu hospital ou clínica. Nem sempre fica a cargo de um profissional da área da saúde manter um hospital com suas portas abertas. Administrar um empreendimento de saúde exige muito mais do que saber sobre o último procedimento para concretizar uma ponte de safena menos invasiva e com uma recuperação mais rápida. gestão hospitalar Diferente de outras áreas do mercado, um hospital precisa de uma gestão de recursos e pessoas moderna, alinhada com o nosso tempo, mas sem perder a vontade de olhar sempre para o futuro. Listamos aqui algumas estratégias pessoais, que especialistas indicam na hora de cursar uma boa pós graduação em Gestão Hospitalar, com pontos que podem ser decisivos na sua escolha do seu curso ou instituição de ensino. São áreas do conhecimento que o profissional pode desenvolver com louvor se escolher a grade certa. Veja os pontos a serem considerados na hora de optar por essa área de atuação: - Visão estratégica. Para isso, o profissional precisa saber um pouco de tudo e saber sobre o desenvolvimento  do seu tempo; - Habilidades Analíticas. Compreender o tempo em que se vive; - Capacidade de liderar e inspirar pessoas. A área da saúde é composta por 14 profissões diretas e é preciso saber como estimular as vontades das pessoas para o futuro; - Criatividade e Comunicação. Ser criativo, pois em determinados momentos os problemas só serão resolvidos não por revolução, mas disruptividade e inovação. - Gestão de Pessoas: Engajar é mais que se comprometer, é saber como fazer para as pessoas fazerem o que se espera delas; - Conhecimento técnico da administração. Finanças, epidemiologia, atenção à saúde, tecnologia da informação, conhecer a gestão e as suas micro ferramentas; - Compromisso Social. “Todas as habilidades anteriores são importantes, mas o compromisso social talvez seja o mais importante. O lucro não move as organizações, ele é a consequência. Na Saúde, o que move as instituições não deve ser o lucro, mas é o objetivo da melhoria de vida das pessoas”, segundo Gonzalo Vecina Neto, superintendente do Sírio Libanês. Com todas essas habilidades em mente, é possível atender de maneira completa uma demanda crescente do mercado para profissionais altamente qualificados que possam exercer uma boa gestão em instituições públicas e privadas de saúde, de hospitais, clínicas e consultórios, laboratórios e maternidades. Garantindo competitividade e qualidade dos serviços prestados à população, bem como uma eficiente gestão de custos, recursos humanos, materiais e equipamentos. Com todos esses dados em mente, certamente você conseguirá fazer a escolha certa na hora de decidir a instituição de ensino e qual dos caminho seguir. Profissionais mais capacitados tornam a saúde brasileira mais forte, com pacientes mais felizes e bem cuidados! Bons estudos!

Write A Comment