Está pensando em baixar um software para salvar os dados da sua empresa? Então, saiba que esse modelo de armazenamento já está ultrapassado. Com os avanços tecnológicos, um recurso mais seguro, barato e prático foi desenvolvido: o sistema na nuvem.

Diversas empresas já estão usufruindo dos benefícios dessa tecnologia, inclusive as da área de saúde. Quer descobrir mais sobre ela? A seguir, vamos explicar um pouco mais a respeito do assunto, para que você entenda o funcionamento do sistema na nuvem e quais são suas principais vantagens. Acompanhe!

O que é o sistema de computação em nuvem?

Também conhecida como cloud computing, a computação em nuvem se refere a um sistema no qual todos os arquivos são armazenados na web, em um banco de dados da internet. Entre os exemplos práticos dessa tecnologia, estão informações de redes sociais (como Facebook ou Instagram) e e-mails online.

Para acessar sua conta, basta contar com login, senha e um equipamento com acesso à internet, como smartphone, tablet ou notebook, independentemente de onde você esteja. O cloud computing não exige nenhum software instalado no seu computador ou uma máquina superpotente para salvar o sistema, visto que todas as informações ficam armazenadas no servidor da web. Assim, o acesso é facilitado (e sua segurança, garantida). 

Como essa ferramenta funciona?

O sistema na nuvem pode ser dividido em duas partes: a front-end e a back-end, que são conectadas pela internet. A front-end é a interface que o usuário vê, incluindo o computador ou a rede de computadores e o aplicativo necessário para acessar o sistema. 

A back-end é a parte mais interna do cloud computing, onde estão vários computadores, sistemas de armazenamento e servidores que oferecem o serviço. Um servidor central gerencia todo o sistema, controlando a demanda, monitorando o tráfego de dados e garantindo que ele funcione adequadamente.

Tipos de computação em nuvem

Ao contrário do que muitas pessoas imaginam, nem todas as nuvens são iguais. Existem diversos modelos, tipos e serviços que evoluíram para se adaptar às necessidades de cada empresa. Primeiramente, é preciso determinar qual modalidade de arquitetura em nuvem será utilizada. Para tanto, existem três possibilidades.

Nuvem pública

A nuvem pública pertence a um provedor de serviço terceirizado. Hardwares, softwares e outras estruturas de suporte são gerenciadas por ele, sendo preciso um navegador da web para ter acesso aos serviços e gerenciar sua conta.

Nuvem privada

Na nuvem privada, todos os recursos de computação são utilizados por uma única empresa. Ela pode, inclusive, estar localizada fisicamente no ambiente da organização. Outra possibilidade é pagar por um serviço terceirizado para hospedar essa rede.

Nuvem híbrida

A nuvem híbrida une o serviço público ao privado, por meio de uma tecnologia que possibilita o compartilhamento de aplicativos e dados entre eles. Assim, há mais flexibilidade, segurança e comodidade para a empresa. 

Modalidades dos serviços de nuvem

A maioria dos serviços de cloud computing se enquadra em uma das quatro categorias a seguir.

IaaS (Infraestrutura como Serviço)

Trata-se da categoria mais básica dos serviços de computação em nuvem. O cliente aluga a infraestrutura de TI com um provedor de nuvem, que inclui os servidores, as máquinas virtuais, as redes, o armazenamento ou os sistemas operacionais, e faz o pagamento conforme o uso. 

PaaS (Plataforma como Serviço)

A PaaS envolve os serviços de computação em nuvem que oferecem um ambiente para desenvolvimento, testes e gerenciamento de softwares ou aplicativos. Ela foi pensada para facilitar o processo de criação de sistemas, sem a necessidade de se preocupar com o gerenciamento e a configuração da infraestrutura de servidores, rede, banco de dados e armazenamento. 

Computação sem servidor

A computação sem servidor tem foco no desenvolvimento da funcionalidade dos aplicativos sem que seja preciso gerenciar os servidores e a infraestrutura necessária para tanto. Nessa categoria, é o provedor da nuvem quem administra a configuração e a capacidade dos servidores. Assim, elas são controladas por eventos, utilizando recursos somente quando uma função exigir.

SaaS (Software como Serviço)

O software como serviço é um sistema de distribuição de aplicativos sob demanda baseado em assinaturas. Com ele, os provedores hospedam e gerenciam o software, fazendo manutenções, atualizações e aplicações de patch de segurança. Para isso, os clientes conectam o aplicativo com um navegador da web no smartphone, tablet, notebook ou computador.

Quais são as principais vantagens da nuvem?

O cloud computing é uma grande revolução do sistema tradicional utilizado pelas empresas no que se refere aos recursos de TI. Confira quais são os principais benefícios de adotá-lo! 

Segurança

Ao contrário do software instalado no seu computador, que pode sofrer danos físicos e perda de todos os dados, a nuvem armazena as informações de forma muito segura. São realizados backups periódicos, que garantem que nenhum dado importante para sua organização seja perdido.

Economia

Muitas vezes, as empresas acabam adquirindo um pacote completo ao instalarem um software, mesmo sem precisarem de todas as suas funcionalidades. Já com o sistema na nuvem, a organização paga somente pelo serviço que vai utilizar.

Além disso, você não precisa investir em um servidor físico e potente para armazenar os dados (nem em técnicos de informática para atualizar o sistema), pois as manutenções são feitas sob responsabilidade do servidor. Os custos, portanto, são drasticamente reduzidos.

Mobilidade

A possibilidade de desfrutar do sistema em nuvem de qualquer lugar é um dos principais benefícios a serem destacados. Basta ter um dispositivo eletrônico e acesso à internet para visualizar todas as informações desejadas — ou seja: não é mais preciso ficar preso às máquinas instaladas na sua empresa. 

Velocidade

Outra vantagem de contar com a computação em nuvem é a velocidade no acesso aos dados. Com apenas alguns cliques, os recursos de computação podem ser visualizados em minutos. 

Produtividade

Adotando o cloud computing, diversas tarefas demoradas deixam de existir — entre elas, a configuração de hardware e a correção de software. Assim, os profissionais podem dedicar seu tempo de serviço a metas mais importantes.

O sistema na nuvem chegou para revolucionar a área da Medicina, com destaque para a garantia de segurança, agilidade e facilidade no acesso aos dados. E você, vai ficar de fora dessa?

Entre em contato conosco para conhecer mais sobre o sistema de cloud computing.

Write A Comment