Quem não deseja ser um profissional de sucesso, não é mesmo? Pois, ao concluirmos a faculdade, somos apenas mais um no mercado e precisamos nos destacar para alcançar o reconhecimento. É exatamente esse o caminho que o médico empreendedor deve seguir para se tornar bem-sucedido. Por vezes, as pessoas pensam que os médicos têm sucesso sem muito esforço, mas isso passa longe de ser verdade. A profissão exige dedicação de vários anos de estudo e aprendizado constante. Além do conhecimento técnico na área de atuação, o profissional precisa dominar ferramentas de gestão e negócios. Para ajudar você a entender o que é e como se tornar um médico empreendedor de sucesso, vamos relacionar os principais conceitos sobre o tema, traçar um panorama do mercado, passar dicas de como virar um profissional respeitado e indicar maneiras de usar a tecnologia a seu favor. Confira o texto na íntegra!

O que é um médico empreendedor?

O médico empreendedor é o profissional que tem uma mentalidade empreendedora. São os médicos que, além de trabalharem em hospitais e clínicas, possuem o próprio consultório. Ou ainda os profissionais que optam por investir no próprio negócio e atuam somente na clínica. Uma forte característica dessas pessoas é a busca pelo reconhecimento por meio do trabalho e do conhecimento. Elas também precisam gostar de estudar outras áreas, que são essenciais para implementação e gestão de consultórios e clínicas. Alguns médicos optam por empreender na carreira acadêmica ou de consultorias. Acabam não clinicando, porém atuam de forma brilhante como disseminadores de conhecimento. Tudo depende das características individuais e anseios de cada um. Além da realização pessoal, ser um médico empreendedor é considerado pelo Ministério da Saúde e Educação como essencial para o desenvolvimento da carreira. Por este motivo, o acesso dos profissionais a cursos envolvendo aspectos como gestão, marketing e negócios é bastante facilitado.

Por que ser um médico empreendedor no mercado atual?

O Brasil está vivendo a era do empreendedor. Estudos do Sebrae apontam para um crescimento constante nos índices de empreendedorismo no país. Na mesma linha, culturalmente, o tema é bem aceito pela população. É comum entre o povo brasileiro o sonho de abrir o próprio negócio ou de conhecer alguém próximo que tenha empreendido. Esse fato gera identificação das pessoas com investimentos iniciantes e, por consequência, resulta em uma onda de apoios. Fatores como crise econômica e alta taxa de desemprego também elevam a necessidade de empreender. No entanto, o que se percebe na classe médica é que existe uma grande realização em gerar transformação para a sociedade. Ao inaugurar o próprio consultório ou clínica, o médico contribui para a geração de emprego e renda. Além de prestar um atendimento de saúde, incrementa áreas de administração, marketing e ferramentas tecnológicas. Para auxiliá-lo nessa tomada de decisão, a seguir repassamos vários esclarecimentos a respeito de características e conhecimentos indispensáveis na vida de um empreendedor. Após observar as reflexões, é possível identificar qual seu estágio atual e os passos que faltam para você se tornar um empresário próspero.

Como ser um médico empreendedor de sucesso?

Muitas vezes, começar gera dúvidas quanto a viabilidade do negócio, em especial porque o médico que quer se tornar empreendedor deve adquirir conhecimentos além da sua área de formação. Esse conhecimento precisa ser consumido conciliando a rotina da prática da medicina, o que nem sempre é a mais fácil das tarefas. Afinal de contas, os plantões em hospitais e as consultas em clínicas tomam bastante tempo dos médicos. Se você tem vontade de ser um médico empreendedor e não sabe por onde começar, veja abaixo algumas dicas que separamos para que sua trajetória seja vitoriosa desde os primeiros passos.

Estude sobre o mercado empreendedor

Um dos erros mais comuns dos futuros empreendedores é ingressar em um mercado sem conhecê-lo, da mesma forma que aqueles com maior chance de sucesso são os que mapeiam o cenário e a concorrência. Todo negócio sólido parte de um bom planejamento. É essencial que se conheça as oportunidades, as ameaças, os concorrentes, os potenciais clientes e a conjuntura socioeconômica de onde se pretende empreender. Esses fatores fazem parte do planejamento de negócios que serve para dar um panorama geral, ou seja, um diagnóstico da situação para que se elabore as melhores estratégias visando a prevenção de cenários, a conquista de clientes e o desenvolvimento de um espírito competitivo. Um recurso bastante usado nessa fase é a matriz SWOT. Ela é uma ferramenta de planejamento criada nos Estados Unidos e empregada em todo o mundo por diversas áreas. Cada letra da sigla se refere a um quadrante de análise, veja: Strengths (Forças), Weaknesses (Fraquezas), Opportunities (Oportunidades) e Threats (Ameaças). A força e a fraqueza dizem respeito a elementos internos. Para realizar a análise adequada dessas duas variáveis, o médico empreendedor precisa olhar para dentro do seu negócio e identificar suas vulnerabilidades e potencialidades. Já as oportunidades e ameaças estão relacionadas a elementos externos, em que o cenário é responsável por trazer as informações. Por meio dessa avaliação é possível identificar onde se pode investir e do que se deve fugir. Conhecer o mercado de maneira detalhada evita a sensação de estar pisando em um campo minado, afinal todo o contexto já terá sido mapeado e surpresas desagradáveis terão menor chance de acontecer ao longo do caminho.

Observe sua concorrência

Sabendo da importância que é estudar o mercado de atuação, vamos aprofundar um pouco mais o conhecimento sobre a concorrência. Estar por dentro das características dos concorrentes diretos e indiretos figura como primeiro passo. Para isso, faça um levantamento de quem disponibiliza os mesmos serviços e quem oferece propostas semelhantes. Vamos a um exemplo: se seu foco é a cirurgia plástica, seus concorrentes diretos são obviamente outros cirurgiões plásticos. Já os concorrentes indiretos são os dermatologistas que realizam determinados procedimentos estéticos. Eles têm algumas atividades relacionadas ao seu negócio mas não fazem exatamente a mesma coisa. Estudos de benchmarking são muitos usados para levantar informações riquíssimas a respeito da concorrência, sobretudo abordando a atuação dos outros profissionais no mercado. No mercado, estudos desse tipo para a identificação de boas práticas consistem em ações bastante comuns. Esse levantamento de dados pode ser feito online, com pesquisas em sites e redes sociais do concorrente, ou mesmo presencialmente, visitando o local e observando a exposição dos produtos, a forma de atendimento, os preços praticados e o comportamento dos clientes. Pesquisas de cliente oculto são práticas de marketing que não só permitem com que se estude estabelecimentos concorrentes, como o seu próprio negócio. Às vezes, um olhar de fora é enriquecedor visando a implantação de melhorias.

Pesquise ferramentas de apoio 

Além de conhecer o cenário para saber as melhores maneiras de atuar, é preciso conferir o que o mercado tem a oferecer, principalmente quando se trata de ferramentas de apoio ao negócio, essenciais para sua eficácia. Na área da saúde têm surgido diversos recursos capazes de otimizar tempo, melhorar o atendimento, auxiliar na gestão e superar a expectativa dos consumidores. O agendamento online é uma dessas novidades bem interessantes que despontam no mercado. Além desse recurso, alternativas para controle de finanças, arquivamento de dados de prontuário e organização de consultórios também existem. A indústria de softwares evoluiu rapidamente, trazendo soluções específicas para clínicas e consultórios médicos. Entretanto, todo médico empreendedor precisa estar atento a ferramentas diversas do segmento para fazer uma boa gestão do seu negócio. Principalmente em tempos de marketing digital, conhecer mais sobre RD Station, Google Analytics, Canvas e Rock Jobs é um diferencial. Vamos detalhar um pouco cada um desses quatro recursos para que você entenda a importância de cada um quando se trata de marketing para médicos. O RD Station é uma plataforma de automação para marketing digital. Por meio dela é possível realizar a gestão das mídias sociais, desde o planejamento até etapas de monitoramento. O Google Analytics, por sua vez, consiste em um recurso que capta informações para que suas ações de marketing tenham melhores resultados na internet. Como possuem funções básicas e avançadas, exigem dedicação para domínio de todos os recursos oferecidos. Por sua vez, o Canvas é uma ferramenta de gerenciamento estratégico que permite o desenvolvimento de modelos de negócios. Está disponível para empreendedores o Sebrae Canvas, possibilitando a elaboração de novas ideias ou a incrementação de modelos já existentes. Finalizando, o Rock Jobs auxilia na captação de potencial humano, com especialização em selecionar candidatos para marketing e vendas, questões primordiais para o progresso de qualquer negócio. Esses foram apenas alguns exemplos de plataformas de apoio. Muitas outras podem ser encontradas no mercado, inclusive com recurso semelhantes e direcionadas para a área da saúde, focadas em auxiliar o médico empreendedor.

Otimize as finanças

Uma empresa conta com o apoio de inúmeros profissionais, como contadores, administradores, economistas etc. Mas um médico empreendedor precisa ter, ao menos, noções básicas de economia, administração, gestão e finanças. A correta gestão financeira da companhia consiste em um ponto muito importante, capaz inclusive de significar o sucesso ou o fracasso de um negócio. Nos casos de profissionais liberais, é comum misturar as finanças pessoais com recursos corporativos. Não saber separar a vida pessoal da profissional figura como um problema sério em finanças pois, além de usar recursos para fins inadequados, não é possível mensurar se a empresa está dando lucro ou prejuízo. Para auxiliar nessa tarefa, existem softwares voltados para clínicas e consultórios por meio dos quais se pode controlar entradas, gerir estoques, pagar fornecedores e monitorar a saúde financeira da empresa com base nos relatórios. Ter um sistema de controle financeiro também é uma forma do proprietário da clínica acompanhar entradas e saídas de valores de onde ele estiver, proporcionando mais segurança para médicos e atendentes. Além disso, somente com acompanhamento e verificação de relatórios podem ser identificadas vulnerabilidades e necessidades de ajustes. Empresas que não possuem gestão financeira rígida demoram a perceber falhas e perdem a oportunidade de corrigi-las a tempo.

Entenda as dores do público-alvo

Pessoas bem-sucedidas entendem como são capazes de ajudar os outros. Esse é um assunto que tem sido pauta com frequência ultimamente, visto que se trata de um dos segredos da prosperidade de vários negócios. Em tempos de competitividade e acesso facilitados a meios de comunicação, apenas oferecer um serviço sem entender o que o cliente procura não dá certo. As pessoas procuram mais do que um atendimento: querem ter seus problemas resolvidos. Por isso, compreender as dores do público-alvo é essencial para o crescimento profissional de um médico empreendedor. Quando procuram um médico, os clientes procuram ir além da ''simples'' solução para determinado diagnóstico. Investir em tecnologia e soluções rápidas é uma maneira de atender a demanda crescente por tempestividade, em que todos querem tudo com urgência. No entanto, não se pode descuidar do atendimento humanizado, pois as pessoas também desejam ser ouvidas. E ouvir os pacientes, como se sabe, consiste em um modo de entendê-los. Quando o médico tem esse olhar da escuta ativa em busca de soluções, ao mesmo tempo que resolve a queixa de saúde, consegue notar os anseios do cliente ao buscar auxílio profissional. Recomenda-se que um empreendedor da saúde saiba da importância de conhecer e aplicar o branding para médicos, que ensina as etapas necessárias para a gestão de uma marca. Conhecer o público faz parte da construção de uma imagem sólida com necessidade de se posicionar no mercado. Tão importante quanto atrair novos clientes é fidelizar os que já se tem. Pessoas satisfeitas recomendam o seu negócio, no popular boca a boca. Para profissionais que trabalham com uma relação de confiança, como é o caso do médico x paciente, isso é essencial. Está comprovado que, atualmente, os depoimentos em redes sociais são imprescindíveis na tomada de decisão de compra. Esses comentários têm tanto peso quanto a indicação de um amigo próximo. Por isso, nunca menospreze o poder de impacto de uma rede social. Fazendo a gestão adequada das plataformas digitais é possível captar desejos e necessidades de clientes, e oferecer cada vez mais o que as pessoas procuram nos dias de hoje.

Invista em divulgação 

Como comentamos, as indicações são maneiras bem eficazes de angariar novos clientes quando se trata de clínicas e consultórios. Porém, o investimento em divulgação não pode ser deixado de lado ou visto como algo supérfluo. Vamos a um exemplo: do que adianta investir em atualizações ou em um curso que pode mudar a percepção do mercado sobre seu trabalho, se ninguém ficar sabendo? Além de ser importante para o desenvolvimento das atividades, as especializações geram diferencial competitivo. Muitos administradores erram achando que não precisam de divulgação. Talvez isso aconteça porque é comum práticas de investimento sem resultado. Isso normalmente acontece quando a divulgação é feita de forma amadora, sem a contratação de profissionais capacitados. É preciso entender que, assim como médicos estudam para exercer a medicina, especialistas em comunicação estudam para dar visibilidade a uma marca. Um profissional habilitado para cuidar da comunicação da sua empresa tem condições de elaborar um planejamento de marketing capaz de atender seus objetivos. Em tempos de meios digitais, diversas possibilidades se abriram para a divulgação de uma marca. As plataformas tradicionais como rádio, TV, revistas e outdoor foram complementadas por ferramentas digitais, e a propaganda ganhou bastante dinamismo. Os meios digitais não substituíram as mídias tradicionais, mas é inegável que trouxeram possibilidade de publicidade a baixos investimentos. Muitas estratégias podem ser executadas com pouco recurso ou mesmo de forma orgânica, sem investimento algum. O marketing digital tem potencial para ser um excelente aliado dos médicos empreendedores, pois disponibiliza uma infinidade de possibilidades para divulgar o negócio. Primeiramente é necessário estudar as características das redes sociais para saber onde o seu negócio se encaixa. Como existem várias plataformas, estudos apontam onde o seu público-alvo está. Sabendo disso, fica mais fácil optar por criar um perfil em uma outra rede social. Mas não esqueça também de pensar em outros recursos online como site, blogs e Google Meu Negócio. Depois de estar inserido em uma rede social, é preciso gerar conteúdo. Pensar em posts orgânicos que mostrem a rotina de trabalho no consultório figura como uma dica bem interessante, porque causa empatia e identificação. Lembre-se sempre que as pessoas seguem perfis que postam conteúdos relevantes com periodicidade. O uso do marketing de conteúdo é uma alternativa válida: por meio de dicas, o médico pode compartilhar conhecimento e se aproximar do público.

Como a tecnologia pode ser uma excelente aliada?

A tecnologia faz parte da vida moderna, e é impossível desassociá-la das nossas atividades diárias. Novas maneiras de realizar tarefas foram ganhos que a modernidade trouxe para a sociedade. Quando falamos em negócios na área da saúde, a importância da inovação ganha ainda mais evidência. Por meio de novos recursos e equipamentos, tem sido possível evoluir cada vez mais em diagnósticos precisos. Por isso, empreendedores da área devem permanecer atentos aos lançamentos oferecidos por empresas especializadas em tecnologia para saúde. Além de equipamentos, podem ser encontrados softwares que geram valor para o seu negócio. Facilitando o exercício da medicina e da gestão da empresa, a tecnologia posiciona o consultório no mercado como referência em modernidade. Estar atento ao que existe de mais moderno na área é uma eficaz maneira de fidelizar clientes. Afinal, com o auxílio de ferramentas tecnológicas, melhoram também o atendimento e a gestão de dados. Os clientes percebem que a clínica é organizada, criando uma relação de confiança do paciente com a marca.

Como estar preparado para possíveis erros? 

É fato que erros acontecem, mas com certeza acontecem muito menos em organizações que estão preparadas e que possuem planos de contenção de riscos. Tão importante quanto evitar situações falhas é saber como lidar caso elas ocorram. Como já citamos, a tecnologia é uma aliada imprescindível tanto para evitar erros médicos quanto para impedir lapsos de gestão. Contar com sistemas integrados, em que os dados podem ser armazenados e acessados com segurança, é uma maneira de mitigar vulnerabilidades. Outra prática importante quando se trata de proteção é o monitoramento. Controlar rotinas, práticas, sistemas, processos e pessoas são formas de observar o que acontece na clínica ou no consultório. Implementar a prática de geração de relatórios periódicos também é um modo de identificar problemas e agir para que sejam resolvidos o mais brevemente possível, gerando o menor impacto para a imagem da empresa. É comum que as organizações desenvolvam planos de contenção de crise para colocar em prática em momentos de problemas institucionais. Mapear erros e criar uma alternativa para lidar com eles pode ser um recurso bastante valioso para clínicas médicas. Investir em melhoria de processos faz com que pequenos detalhes sejam percebidos pelo cliente como positivos. Investimentos constantes em aperfeiçoamento não só impedem lapsos como também geram valor para o negócio.

Então, vale a pena ser um médico empreendedor?

A resposta depende dos seus objetivos. Sem dúvida, ser um médico empreendedor traz benefícios para sua carreira em vários sentidos. Além de aprender a gerenciar o próprio negócio, é preciso agregar conhecimentos de outras áreas. Trata-se de uma forma interessante de enriquecer a carreira com a oportunidade de administrar o tempo a seu favor, possibilitando a realização de outras atividades. Marcar presença em cursos e eventos, por exemplo, é bem mais difícil quando se segue uma jornada rígida em hospitais. A flexibilidade de horários é de fato o que os empreendedores apontam como mais atrativo em ser um profissional liberal. Por outro lado, existe a responsabilidade de ser o único responsável pelo sucesso ou fracasso do seu negócio. Por estas razões, é importante conhecer todos os prós e os contras de ser um médico empreendedor. Só assim será possível tomar uma decisão segura, pautada em dados, fazendo com que a autorrealização seja mais fácil de ser alcançada. Com base em todas as informações do artigo, temos certeza de que ficou muito mais simples para você entender o que de fato é um médico empreendedor e como se tornar um. É um empreendimento que requer dedicação, mas que pode trazer resultados significativos para sua vida e carreira. Agora que você já sabe o que é preciso fazer para deslanchar o seu negócio, saiba mais sobre como promover um bom uso das redes sociais se pautando no código de ética médica. Boa leitura e sucesso!

Write A Comment